Translate

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Lado nenhum

Perguntou-me, muito sério, no café da esquina:

- Achas que vais a algum lado com isso da escrita?

- Acho. Sou bom o suficiente para isso – respondi, confiante.


- Não és nada. Escrever umas coisas, num blog, não faz de ti um escritor. És apenas mais um que não vai a lado nenhum – ensinou-me.

- Talvez – retorqui.



Agradeço-lhe sempre que o vejo pela lição fantástica que me deu nesse dia.

1 comentário:

  1. Mini-conto ou nano-conto interessante, tal como "Lamento"! Insere-se na dita escrita minimalista, mas que contém tudo: personagem/personagens, espaço, tempo...num reduzido número de palavras (+ou- 150 caracteres). Gostei.

    ResponderEliminar